Marketing Digital: Google Ads ou Facebook Ads? O que usar?

Artigo Marketing Digital: Google Ads ou Facebook Ads? O que usar? escrito por agência D3B

Em pensar que no Marketing Digital é possível fazer um anúncio, uma campanha somente para quem realmente se interessa pelo seu produto, parece até uma tecnologia distante, mas não. Hoje em dia existem ferramentas online que dão para fazer isso investindo pouco e alcançando muitas pessoas. Uma delas é o Google Ads e Facebook Ads. Mas como podem ser utilizá-las no seu negócio?

Quando se começa a aprender mais sobre Marketing Digital e chega a parte sobre ads, é comum ter dúvidas sobre qual deve investir, Google Ads ou Facebook Ads? Então já começamos te dizendo que se possível, invista nos dois. Você não precisa escolher entre um ou outro, pois cada um tem suas vantagens de acordo com os modelos de anúncios oferecidos por ambas, mas caso você realmente precise muito escolher somente uma, nesse artigo iremos te explicar cada uma para que a análise seja a melhor para sua empresa e as estratégia que você está traçando.

Google ADS 

O Google é considerado o pai dos buscadores online e traz uma variedade de modelos de anúncios. Então, como todo mundo sabe, ele tem uma enorme alcance por conta de suas ferramentas que se tornaram extremamente necessárias no nosso dia a dia. Tem o Youtube, Google Shopping, Play Store, Maps, Gmail e mais vários outros produtos que fazem com que o alcance do Google ADS seja enorme. Ao contrário do que muitos pensam, não é difícil entender como ele funciona, entretanto é fundamental que uma pessoas focada em estratégia cuide disso para sua empresa. Por demandar muito tempo para estudar cada passo que o cliente dá, de acordo com o envolvimento com as campanhas, é importante se atentar a esse ponto.

Rede de Pesquisa

São anúncios que aparecem como resultados de pesquisas de acordo com as palavras chaves utilizadas no buscar. Nele, quando uma empresa paga, aparece uma tag sinalizando que aquele link está sendo patrocinado.

Rede de Display

Nada mais são que blocos localizados em outros sites; e até mesmo no Gmail (que aparecem os anúncios patrocinados). Muito comum para remarketing, que é quando, por exemplo, navegamos por um site em busca de um produto específico e depois ele aparece em vários anúncios e parece estar te seguindo. 

YouTube

Sabe os comerciais antes, durante e após vídeos que assistimos no Youtube? Pois bem, é possível fazer utilizando o Google Ads.

Aplicativos

Quando se tem um app, esse formato de anúncio é perfeito para sua empresa, por exemplo ele pode aparecer como aplicativo recomendado ao pesquisar qualquer outro app do mesmo segmento.

Shopping

É o formato onde aparecem produtos no topo da página de resultados de pesquisa. Ou seja, toda vez que um produto é procurado, na página de resultados aparecem várias opções do mesmo produto.

Dentre os formatos disponibilizados, é possível escolher o conteúdo que será inserido na campanha. Assim você tem liberdade de criação de anúncios patrocinados de acordo com o planejamento de estratégia que traçar.

Facebook Ads 

O Facebook assim como o Google também tem um grande alcance. As duas redes trazem uma grande variedade de formatos, entretanto, cada uma tem um foco. Entretanto as duas podem combinadas em uma estratégia de marketing de conteúdo.

Tráfego

Esse é um formato de anúncio que faz com que as pessoas acessem seu site ou Landing Page. Perfeito para estratégias de fundo de funil, pois levam as pessoas ( na grande maioria das vezes que já conhecem a sua empresa) a acessarem o seu site e considerarem adquirir o produto, ou seja, fundamental para a decisão de compra.

Envolvimento

Como o próprio nome já diz, é um formato onde o foco é fazer com que as pessoas se envolvam com a publicação, ou seja, curtir, comentar, compartilhar.

Alcance

Tem como objetivo alcançar o máximo de pessoas através do anúncio. Entretanto é preciso se atentar na segmentação de público. Não vai adiantar se você anunciar para pessoas que não tem interesse no seu produto, por isso, é importante fazer um anúncio de acordo com o público alvo. E para facilitar a vida dos empreendedores o Facebook trabalha com segmentação de público nas campanhas.

Reconhecimento da marca

Tem o objetivo de alcançar pessoas com maior probabilidade de prestar atenção nos seus anúncios e aumentar o reconhecimento da sua marca. Aqui também entra a ferramenta de público alvo, entretanto o Facebook fará a entrega baseado no nível de interesse que ela possa ter em relação a sua empresa. Ou seja, ele entregará os anúncios para os usuários que tem mais interesses em comum ao segmento da sua empresa.

Conversões

É também utilizado em finais de funil com estratégia de remarketing; tem como foco principal a conversão de vendas. O algoritimo consegue rastrear o usuário quando configura o Pixel do Facebook no site, assim os produtos do seu site estejam vinculados ao anúncio, assim sendo possível mostrar para o cliente, exatamente os produtos no qual ele pesquisou.

Visualizações do vídeo

Nesse modo temos duas opções para a veiculação dos anúncios em vídeo, o ThruPlay (caso seu vídeo tenha menos de 15 segundos, o Facebook entregará para as pessoas com maior probabilidade de assistir o vídeo todo. Se demorar mais de 15 segundos, o Facebook entregará para as pessoas que provavelmente assistirão pelo menos 15 segundos.) e Visualizações de vídeo contínuas de 2 segundos (o Facebook entregará seu vídeo para pessoas que provavelmente assistirão por pelo menos dois segundos contínuos.).

Geração de cadastros

Nele você pode fazer captação de informações de seus clientes através do anúncio quando o usuário clicar no banner. Você pode criar campos personalizados e até mesmo integrar com o seu sistema de CRM.

Sabendo o que cada um deles faz, fica mais fácil traçar suas estratégias, não é mesmo? Sempre tenha em mente que nenhuma é melhor que a outra, só tem objetivos diferentes e deixa óbvio para nós que a união de ambas nas estratégias, o resultado é certamente muito melhor. 

Análise de Google Ads e Facebook Ads no Marketing Digital

Parando para analisar, o Facebook é ótimo para reconhecimento de marca, já que ele e o Instagram são mídias sociais; ou seja, as pessoas estão lá para socialização, consumir conteúdo, que consequentemente leva à interagirem muito mais com o que é produzido lá, então fazer campanhas deste tipo e de envolvimento é bem viável utilizando o Facebook ADS. Mas nada impede que você faça uma campanha de conversão, ele dá opção para isso, porém o mais utilizado para esse fim são os anúncios por Google ADS. É muito importante saber quando usar para que você tenha sucesso nas suas campanhas. Qual o objetivo da sua empresa, o que na realidade ela precisa. Será uma campanha para as pessoas conhecerem melhor? Uma campanha de vendas? 

Aqui na D3B sempre optamos pela união de ambas as ferramentas. Isso pois traz maior resultado e o aumento significativo do faturamento a partir das campanhas. Temos um case de sucesso onde um cliente passou de R$3.000 ao mês para R$400.000 ao mês, tudo isso graças a combinação de Google Ads, Facebook Ads e outras estratégias de Marketing Digital. A análise geral do cliente se baseou em algumas perguntas: Como inserir a empresa no meio digital? Qual era o público alvo e persona da empresa? Com essas perguntas, foi possível traçar campanhas que para ele, convertem.

Quer saber mais? Acompanhe mais conteúdo pelas nossas redes sociais: Facebook | Instagram | Linkedin | Youtube

Posts Relacionados