O que é Persona? Entenda por quê é importante

Definir qual é a persona é o passo mais importante antes de iniciar uma estratégia de marketing. Mas o que é persona? Trata-se de um personagem semifictício que representa o perfil do cliente ideal do seu negócio.

Embora possa parecer semelhante, não é a mesma coisa do público final. Quando falamos do público final, tratamos de algo generalizado e impessoal, como por exemplo: homens, à partir de 20 anos, com renda mínima de 4 salários mínimos.

No caso da persona, buscamos trazer a humanização do cliente ideal, colocando nele características que são comuns no seu público. Veja um exemplo: José, 22 anos, cursa universidade de administração, pretende se especializar em gestão de pessoas e gosta de cachorros.

A definição de persona é importante, pois trará para seu negócio um público melhor selecionado. Agora que você já sabe o que é persona, veja como criar uma que seja ideal para a sua empresa.

Tipos de Persona

Antes de começar a estruturar sua persona, é importante definir a qual tipo ela pertence. Sim, existe mais de um tipo. E eles mudam de acordo com o seu propósito. Abaixo, listaremos quais são esses tipos e a particularidade de cada um deles.

  1. Proto persona: É a ideia inicial de como seria o consumidor final, portanto é definido através da opinião da equipe sobre quem seriam os consumidores de determinado produto ou conteúdo.
  2. Buyer persona: É o exemplo mais comum. E como o nome já diz, é feita com base no comprador ideal de certo produto.
  3. Audience persona: Nesse tipo, levamos em conta os acessos a sua conta. Esse tipo de audiência é muito importante pois, muitas vezes, pode representar um público diferente de seus reais compradores, e criando uma persona também para esse público, você pode converte-los.
  4. Brand persona: Diferente dos outros tipos de persona, a brand persona não representa seus clientes e seguidores, mas sim sua empresa. É uma ótima forma de humanizar seu negócio e se aproximar mais de seus clientes, um exemplo muito famoso é a Lu, do Magazine Luiza.

Estruturação

  • Colete dados: Faça uma pesquisa para descobrir informações importantes sobre seu público. Dados como idade, localização, aparelho com o qual acessa a internet e área de atuação. Essa pesquisa pode ser feita através de formulários enviados a sua lista de leads.
  • Analise os dados coletados: Após a coleta das informações pela pesquisa de público, organize essas respostas em uma planilha e veja os dados que se repetem.
  • Cruze os dados com ferramentas de análise: Após a análise dos dados, cruze essas informações com as ferramentas de análise do seu site (Google Analytics, por exemplo),. Esse passo é muito importante para garantir que as características sejam elaborados com base no seu real público.
  • Estruture sua persona: Com os dados em mão, chegou a hora de desenhar sua persona, defina idade, localidade, área de atuação e demais características. Mas é importante se atentar apenas aos dados que realmente farão a diferença na sua estratégia. Portanto, se a sua empresa não tem limite de localidade para atendimento, não é proveitoso definir um local específico para a persona.

Como criar a persona em uma empresa sem nenhum cliente?

Também é possível estruturar uma persona para empresas que ainda não possuam clientela. Para isso é importante que se tenha bem definida a área de atuação, após isso, verifique quem são os visitantes de sua página, mesmo que nenhum deles tenha de fato adquirido seus serviços.

Outra dica importante, é que você entre visite grupos e fóruns sobre a área na qual sua empresa está inserida. Existem ainda ferramentas que podem te ajudar a encontrar pessoas que procuram por serviços ou produtos parecidos com o seu, como por exemplo o Audience Insights. Em ambientes como esse. você encontrará diversos dados sobre clientes em potencial, que auxiliarão você na elaboração do que seja ideal para sua empresa.

Passos após a estruturação

Depois de ter a persona estruturada, é importante que você adapte sua estratégia de marketing pensando nas características dela, busque adaptar seu tom de voz. Por exemplo, se você está fazendo um conteúdo destinado a um jovem que tenha entre 15 e 25 anos, que gosta de jogos mobile, não será um problema se você usar gírias existentes no meio de convivência desse jovem. Pelo contrário, trará uma aproximação entre você e sua persona.

Outro ponto importante é que você sempre se mantenha atento, caso note uma mudança em seu tipo de cliente. Para que seu conteúdo continue surtindo efeito, é necessário que você mantenha atualizados os dados de seus clientes, afinal, pode ser que em algum momento eles mudem. Fique a vontade, também, pra estruturar mais de uma persona, caso seja necessário.

Quer saber mais sobre marketing digital? Entre em contato com a gente.

Posts Relacionados